terça-feira, 12 de dezembro de 2006

Os Herois de San Giorgio su Legnano

No Post anterior, falei resumidamente da participação Portuguesa, no 13º Campeonato da Europa de Corta Mato, que este ano decorreu em San Giorgio su Legnano nos arredores de Milão(Itália).
Como já tinha feito referencia, Portugal acabou por alcançar 3 medalhas, uma de ouro (Seniores Femininos), e duas de prata, uma colectiva (Seniores Masculinos) e outra individual (Fernando Silva).


A representação Portuguesa neste Campeonato da Europa começou com a participação da equipa de Juniores Femininos, composta por Cátia Galhardo(44ª),Filipa Almeida(50ª),Carla Martins(51ª) e Solange Jesus(75ª), numa prova que contou com 99 atletas, em termos colectivos Portugal alcançou o 12º lugar, não tenho duvidas que todas elas deram o seu melhor, se não fizeram melhor foi porque não puderam, não vou estar aqui a julgar quem dá tudo o que tem e a mais não é obrigado, é injusta por vezes a critica feita por alguns jornalistas da nossa praça!

De seguida entrou em acção a equipa de Juniores Masculinos composta por Vítor Reis (10º) boa prestação deste jovem atleta, António Silva(25º),Bruno Albuquerque(32º)Pedro Cirne(42º)Tiago Costa(56º) e Leonel Fernandes(77º), chegaram ao fim 103 atletas, com Portugal a classificar-se na 6ª posição.
Mais uma boa prestação dos atletas juniores portugueses, é neste escalão (em Masculinos e Femininos) que estão os futuros e promissores atletas do nosso País.
A seguir à prestação das equipas de juniores, era a vez de entrar em acção a selecção Feminina de Sub-23, (um escalão em estreia na competição) composta por Filomena Costa(33ª),Ercília Machado(42ª) e Eunice Tavares(55ª), não contando para a classificação colectiva por apenas ter 3 elementos(para classificação colectiva contam os 4 melhores de cada selecção). Na minha opinião a Federação Portuguesa de Atletismo, pecou ao não seleccionar pelo menos mais uma atleta, alegando a fraca qualidade de algumas atletas neste escalão, para formarem uma equipa digna de lutar por uma boa classificação colectiva neste Campeonato. Com estas decisões a FPA só está desmotivar as (muito) poucas atletas que este País tem neste escalão, e ao qual devia ser dada uma oportunidade, assim só estão a contribuir para o abandono cada vez mais precoce das atletas. Depois meus amigos não venham dizer…”Ah e tal… não há qualidade!!!” e outras coisas do género!
Bem voltando a participação Portuguesa nestes Campeonatos, depois da participação feminina, era a vez da formação masculina de Sub-23, composta por Alberto Paulo (16º), mais uma boa prestação, Nuno Costa (22º) João Lopes (49º) e Alexandre Silva (58º), classificando-se em 8º lugar colectivamente.
Felizmente todos concluíram a prova, e mais uma vez tenho a certeza que deram o melhor de si, mas aquando da divulgação dos atletas seleccionados para este Campeonato da Europa, estava incluído na lista mais um atleta de Sub-23, Fernando Tavares, que acabou posteriormente por ser excluído, devido ao facto de a sua idade ter ultrapassado o limite imposto para este escalão, à data desta competição. Mas se surgiu esse problema, e já nem questiono porque é que aconteceu, só mais uma vez não concordo, com facto de não se ter procedido a sua substituição, dando como já anteriormente referi, oportunidade a mais um jovem atleta, como forma até de se motivar, para continuar na modalidade. Assim meus amigos, por esta ordem de ideias não vamos longe!
Entretanto surgiu a hora de entrar em acção as atletas da formação sénior feminina, composta por Jessica Augusto (9ª) Anália Rosa (10ª) Leonor Carneiro (11ª) grande estreia, Mónica Rosa (17ª), Ana Dias (32ª) e Cláudia Pereira (55ª). A coesão e a qualidade destas atletas, levou Portugal à conquista de mais uma medalha de Ouro, recorde-se que Portugal em Seniores Femininos, já tinha subido ao lugar mais alto do pódio em 4 edições deste Campeonato.Estava assim também quebrado o jejum do ano transacto, em que Portugal não trouxe qualquer medalha.


Para finalizar esta 13ª edição do Campeonato da Europa de Corta Mato, era a vez da participação da formação de Seniores Masculinos, composta por Fernando Silva (2º- Medalha de Prata) Rui Pedro Silva (6º - muito boa prestação) Luís Feiteira (9º- mais uma boa estreia), Ricardo Ribas (17º), Licínio Pimentel (26º - outra boa estreia) e Paulo Gomes (desistiu).Portugal colocava 3 atletas nos 10 primeiros de um Europeu!!!.Pena foi o sempre esforçado Ricardo Ribas nao ter fechado a equipa 2 lugares mais á frente(mais uma vez e até porque o conheço pessoalmente, sei que o Ribas deu tudo o que tinha e o que não tinha, ninguém o pode crucificar), acabando Portugal de qualquer das maneiras por conquistar mais uma brilhante medalha de prata, perdendo por apenas um ponto, para equipa Francesa composta por atletas marroquinos naturalizados franceses!!!

Em termos individuais nesta prova o principal destaque vai para Fernando Silva(na foto), que de forma fantástica conquistou a medalha prata, demonstrando mais uma vez a sua garra e determinação, perdendo apenas (tal como já havia feito referencia no Post anterior) para o Somali, naturalizado Britânico Mo Farah, deixando na 3º posição o espanhol Juan Carlos de la Ossa.
Terminou assim da melhor forma a participação do nosso País, eu apelido-os de heróis, pois infelizmente sei que condições muitos destes atletas têm, em termos de treino e respectivo apoio, em relação a atletas de outros países, com qual estes atletas se bateram, obtendo mesmo assim os bons resultados que aqui hoje referenciei.
Dedico este Post a todos os atletas (muitos deles conheço-os pessoalmente e são meus amigos) que fizeram parte da selecção Portuguesa de Corta-Mato neste Campeonato da Europa!

4 comentários:

EL COXO disse...

Parabens Ricardo, mas parabens porque perguntas tu e todos!
El Coxo explica:
Parabens porque este post é uma realista visão do ATLETISMO NACIONAL:

1º Na nossa imprensa desportiva e diária ainda não vi nenhum profissional a dizer estas verdades.
2º Num post "amador" (que parece de um profissional) retrata a actualidade do atletismo Nacional, e depois veem os "Cerebros" pedir medalhas nos Mundiais e J. Olimpicos.
3º Como tu e eles que treinam todos os dias se calhar fora de horas ; nestas alturas que deviam ter todo apoio E NÃO TEEM NENHUM A PROVA ESTÁ AQUI:
Ou tens um canal privado para veres uma prova via TV de atletismo ou se só tens os canais de serviço publico contentas-te com Floribelas e etc e tal.
4º Indirectamente focas um ponto importante:
Futuro do atletismo Nacional: NENUM Cito

"Na minha opinião a Federação Portuguesa de Atletismo, pecou ao não seleccionar pelo menos mais uma atleta, alegando a fraca qualidade de algumas atletas neste escalão, para formarem uma equipa digna de lutar por uma boa classificação colectiva neste Campeonato. "
Aonde esrá a aposta na formação, no nosso futuro?
Mais uma vez só uma palavra:
PARABENS

el speedy disse...

boa noite.passei aqui pra dar os parabens a ricardo c... abreu,pois numa especialidade que ainda nao e a dele.portou-se bem.parabens ao rodrigo e ao ma juren pessoa que continua a amealhar o seu ja farto pe de meia.estao a passar um bom momento.força!!!

Rodrigo disse...

Saudações Ricardo

Cheguei de viagem a pouco, so tive tempo de treinar uma hora seguir para o Pessoa para a massagem e vir ler o teu post. É sem duvida um belissimo texto, de alguêm que sabe do que fala porque está no meio do furacão !

Ainda hoje vou pegar no teu post e fazer a ponte para o que os espanhois têm a dizer destes campeonatos... depois lê.

Finalmente, e sobre o tema do teu texto, falando hoje com o Pessoa dizia me ele que o puto dele esteve nos regionais de pista este fim de semana e só derão aos miudos 1 medalha , ao 1ª e nada mais ! a pergunta que ele coloca e que todos nos olocamos é: como é que se está a espera de motivar crianças para o atletismo oferecendo unicamente uma medalha ao 1ª e mais nada aos outros miudos que participaram ? depois queixam-se que eles querem é jogar PS2 e futebol... eu também queria se fosse eles

Abraço
Rodrigo

Ricardo Abreu disse...

Pois amigo Rodrigo,infelizmente a estruturas que regem, o Atletismo de Formaçao do nosso País, continuam a caminhar no sentido errado, depois nao é de admirar, que os miudos em vez praticarem atletismo, acabem por escolher as multiplas ofertas desportivas, ja existentes no País, onde em alguns casos os seus responsáveis, estao querer levar a sua formaçao(q é a base de qualquer desporto) para bom "Porto".
Tb ja deixei mais um coment no teu blog.
1 Abraço