domingo, 23 de dezembro de 2007

FELIZ NATAL

Desejo a todos os amigos e visitantes deste espaço, um Feliz Natal, com Saúde, Amor e Alegria, junto daqueles que lhes sao mais queridos!


Ass:Runnerboy

domingo, 16 de dezembro de 2007

O inicio das S.Silvestres


Realizou-se ontem (Sábado) a S.Silvestre de Arruda dos Vinhos, no qual este ano, optei por marcar presença.
Uma prova que contou com uma boa massa humana, que não se deixou intimidar com frio que se fez sentir ao início da noite naquela pacata vila.
Com provas para todos os escalões etários, a prova principal contou com um bom lote de atletas, com a vitoria a sorrir a Hermano Ferreira (Maratona) um atleta da terra, com o meu bem conhecido Zé da Luz (Fabril) em 2º lugar, e cabendo-me a mim desta vez ocupar a 3ª posição.
Destaque a ainda para a 4ª posição do já veterano e muito experiente atleta José Santos (CUA Benaventense), na 5ª posição surgiu Luis Margarido (Praiense) com os meus antigos companheiros de equipa, nos tempos da JD Cidade Sol, Carlos Saias (Bº Alentejano) e Marco Costa (J.Vidigalense) a ocuparem as posições seguintes.
No sector feminino vitoria para Beatriz Cunha (Patameiras), com Selma Graça (Joma) a ocupar o 2º posto e Verónica Correia (Individual) a ficar com o 3º lugar.
Em relação a minha prestação, estive em bom plano, perante adversários de grande nível, que desde cedo, com esticões e “fogachos” constantes, acabariam por colocar ao fim da primeira de três voltas ao percurso (aprox. 8 kms) um grupo de 4 atletas que para alem dos primeiros, incluía Luís Pinto (Marítimo) que viria a desistir na entrada para a ultima volta.
Quanto a mim fui até onde me foi possível, acabando por não resistir ao forte ataque lançando já na ultima volta por Zé da Luz, o qual apenas Hermano Ferreira conseguiu suster, acabando este por, fazer uso da sua boa velocidade terminal, para chegar à vitoria.
Deixo aqui apenas uma pequena nota negativa, para alguma demora na entrega de prémios aos atletas da prova principal, por que de resto, dou os meus Parabéns à organização, que esteve a muito bom nível.

domingo, 9 de dezembro de 2007

Domínio Queniano em Évora

Realizou-se este Sábado em Évora o 1º GP de Atletismo dos Bombeiros Voluntários desta bela cidade Património Mundial, uma prova que contou com um bom lote de atletas, entre os quais dois atletas quenianos!
Duas semanas após o Cross dos Cavaleiros em Odemira, voltei à competição, desta vez em Estrada.
Minha prestação nesta prova, foi positiva, sendo 6º classificado (4º português), sentindo me bem melhor do quem Odemira. Desta feita o lote de atletas que enfrentei era também muito bom, dado o tiro de partida os dois atletas africanos impuseram um ritmo forte na frente da corrida, tanto que o 1º km foi feito em 2.46!!!, logo a partir desta altura estava feita a selecção natural dos atletas que iriam estar na luta pelos lugares da frente, num grupo do qual eu fazia parte, ficou então composto por António Travassos (Sporting), Jorge Varela (CB Faro), Pedro Maravilhas (NS Sesimbra), Luis Pinto (Marítimo) e José da Luz (Fabril) que entretanto viria a desistir por volta dos 3 kms.
A prova continuou a desenrolar-se num ritmo forte, com quenianos não muito longe do grupo dos melhores portugueses que por volta dos 4 kms viria ficar reduzido a 4 elementos (eu, Maravilhas, Varela e Travassos). Entretanto Luis Pinto (7º) descolava, mas mantinha a sua posição até final.
Um grupo que acabou por ir junto até cerca dos 8 kms de prova, altura em que Varela(3º) numa subida atacou, ganhando ai uma ligeira vantagem para os restantes elementos do grupo, com Maravilhas(4º) a ir na sua perseguição, conseguindo ganhar vantagem suficiente ao muito experiente António Travassos(5º), logo atrás (8 segundos de diferença) surgiria eu na 6ª posição.
A vitória na prova sorriu ao queniano Peter K Bomo, como seu compatriota Francis Viga a ocupar a 2ª posição.
No sector feminino sem atletas quenianas, a vitória foi para Dina Malheiro (F Zêzere) seguida de Rita Simões (Sporting), infelizmente não tive oportunidade de saber quem foi a 3ª classificada.
Uma nota ainda no escalão de Veteranos II, para mais uma vitória do meu treinador Pedro Pessoa.

Um ano, mais de 10 mil visitas!

No passado dia 5 de Dezembro (4ª feira), esta “espécie de blog” completou um ano de existência, atingindo já mais de 10 mil visitas!
Aproveito para agradecer a todos aqueles que visitaram este página, muitos deles frequentadores assíduos, desde do seu nascimento. Tudo começou, quando resolvi aderir também a moda dos blogs, que hoje em dia são um dos maiores “veículos” de informação que circula pela Internet, alguns mais polémicos do que outros, mas cada um tem as suas próprias características.
Para mim serviu essencialmente para fazer uma das coisas que mais gosto, escrever!
Não pensei que este espaço viesse a ter a popularidade que já atingiu em tão pouco tempo, principalmente entre as pessoas do meio do Atletismo, que desde muito cedo me fizeram chegar um “feedback” muito positivo em relação ao blog.
Apenas gostava de ver mais comentários, não tenham medo de expressar a vossa opinião.
Também é verdade que até ao momento em que qualquer pessoa podia deixar aqui o seu comentário, estes eram em maior Nº, mas fui “obrigado” a tomar a decisão durante o mês de Junho (ver aqui), de fazer com que os comentários passassem a ser feitos apenas por pessoas que se identificassem.
Mais uma vez obrigado a todos!

domingo, 2 de dezembro de 2007

Já lá vão 10 anos!!!

Parece que foi ontem…mas não já passaram 10 anos após o dia de inauguração (23 de Novembro de 1997), da Pista Municipal de Atletismo da Sobreda, no Concelho de Almada, uma importante infra-estrutura para modalidade, ainda para mais sendo a primeira pista sintética de Atletismo construída no Distrito de Setúbal, algo que veio dar uma “lufada de ar fresco” ao Atletismo que até então se praticava na região, tanto mais que até esta data a grande maioria das provas organizadas pela Associação de Atletismo de Setúbal, disputavam-se na velha pista de cinza gentilmente cedida pelo CEFA (Centro Educação Física da Armada) nas instalações do Arsenal do Alfeite (C.Piedade).
Antes da existência desta Pista no concelho de Almada, quem quisesse treinar, principalmente os atletas das chamadas disciplinas técnicas (Saltos e Lançamentos) e da velocidade, treinava na rua (um pouco a balda!) ou num Pavilhão Desportivo, ou então tinham que se deslocar para Lisboa, assim também acontecia com os atletas de Meio-Fundo e Fundo quando queriam fazer o seu treino mais específico.
Mas para a construção desta pista por parte da Câmara Municipal de Almada, foram necessários muitos anos de esforço e dedicação por parte de dirigentes, técnicos e atletas de Clubes do concelho de Almada (habituais participantes no Troféu de Atletismo Cidade de Almada), que com os seus desempenhos e resultados, muita força fizeram para que um dia esta Pista se torna-se realidade.
A pista foi inicialmente pensada única e exclusivamente para prática do Atletismo (treinos e provas) e para jogos de Râguebi ou Rugby como preferirem, (quando houvesse disponibilidade) ou seja era dada prioridade a quem lhe deu o nome e muito lutou para que fosse construída, o Atletismo!
Agora passados dez anos após a sua inauguração, a pista começou de à uns anos a esta parte, a ser tomada de “assalto” por outras modalidades, Futebol (Escolinhas), Râguebi(Rugby) como preferirem e mais recentemente pelo Basebol!
Desta forma, a confusão começou a reinar naquele espaço, consequência disso, os praticantes de atletismo, começaram a ver invadido um espaço, onde até esse momento, podiam efectuar o treino, desfrutando das boas condições que a pista oferecia para pratica da modalidade.
Hoje em dia para se poder treinar na pista, que é onde a maioria dos atletas põem em pratica o seu processo de treino, tem que tomar cuidado para não levar com bola de Futebol, Râguebi (Rugby) ou Basebol!!!, para já não falar nos muitos praticantes dessas modalidades que se atravessam “à toa” na pista, não se importando com quem está a passar e a efectuar o seu treino. Mas o que mais me irrita é eles pensarem que sao os donos daquele espaço, nao tendo muitas vezes o minimo o de respeito.(A culpa nao é deles, é de quem os la deixou entrar!)
Felizmente até agora nenhum acidente grave aconteceu, mas esta situação é impossível continuar por muito mais tempo, ou será que estão a espera que uma bola de Basebol ou Râguebi (Rugby) acerte em alguém? Por acaso alguém com dois dedos de testa já pensou que muitas das crianças, praticantes de atletismo, que diariamente frequentam a aquele espaço, arrisca-se algum dia a levar com uma bolada? E depois como é, de quem é a culpa???
Infelizmente parece que os senhores responsáveis da Câmara Municipal de Almada, ainda não se devem ter apercebido do grave erro que cometeram, ao deixar que a situação naquele espaço chegasse ao ponto a que chegou, já ouvi uns boatos que a partir do próximo ano, a sua utilização vai começar a ser paga, e depois como vai ser?
Vou aguardar por desenvolvimentos em relação a esta questão, e futuramente irei aqui dar a minha opinião em relação a este assunto.
Fico a espera dos vossos comentários!

domingo, 25 de novembro de 2007

FDS pelo Alentejo


Já à mais de um mês que não postava nada por aqui...ultimamente o tempo é algo que escasseia…não pensem que este blog “morreu”, simplesmente está passar por um momento de menor actividade, alem do mais verdade seja dita, pelos poucos ou nenhuns comentários que tem existido, os visitantes não se tem queixado muito, é sinal que em relação aquilo que acontecia à uns tempos atrás, já existe demasiada informação em outros espaços do género, alem do mais corre-se o risco se ver o mesmo tipo de informação em vários blogs.
Hoje estou de volta para vos falar do meu FDS pelo Alentejo a fim de participar no 15º Cross dos Cavaleiros em Vale Santiago, uma típica aldeia alentejana situada no concelho de Odemira.
Em relação a minha prestação, fui 6º classificado, nada mau, atendendo a circunstância de não fazer este tipo de prova (Cross), desde Fevereiro de 2005 (Camp. Regional de Cross Curto em Setúbal). Além do mais venho de um mês sem competir, após uma menos boa prestação nos 20 Kms de Almeirim. Esta prova serviu acima de tudo para ver como está “a maquina”, ganhar ritmo e também alguma capacidade de sofrimento, sempre necessária neste tipo de pisos (falo por mim, que nunca me dei muito bem com os Crosses).
Foi uma prova onde me mantive sempre em contacto com o grupo da frente formado por 7 atletas, até um pouco mais de metade da prova, altura em que ligeiro esticão do grupo, fez com descola-se e não me permitisse voltar a colar, embora mantendo quase sempre a mesma distancia até a ultima volta, altura em que na frente da corrida se decidiram as primeiras posições, no qual levou a melhor Carlos Silva (Sporting) seguido do seu colega de equipa Luís Pinto e do já veterano José da Luz (Fabril), um pouco mais atrás acabariam por surgir Jorge Varela e Dário Garcias (ambos da Casa Benfica Faro).
Nesta competição não quero deixar de destacar a prestação do meu amigo e agora também treinador, Pedro Pessoa (GDR Reboleira), que venceu no seu escalão de Veteranos II, sendo 2º classificado na prova de veteranos, ganha pelo bem conhecido Carlos Calado (O. Lagos) vencedor do escalão de veteranos I, do qual também fez parte o meu amigo Rodrigo Gordinho (na foto)que obteve a 4ª posição, muito perto de um lugar no pódio, mas que mesmo assim, conseguiu obter pela 1ª vez um prémio monetário. Esta é mais uma prova de que quem se aplica, mais cedo ou mais tarde acaba por ser recompensado, Parabéns Rodrigo!Antes de finalizar quero deixar uma palavra de agradecimento à Família do Pedro Pessoa (mulher e filhos) que muito bem me receberam, e com quem tive oportunidade conviver este fim-de-semana na sua casa em Ervidel no concelho de Aljustrel. Foram eles os meus companheiros, nesta viagem até ao Alentejo.

segunda-feira, 22 de outubro de 2007

Calçado de Atletismo


Quantos de vós já não tiveram dificuldade em encontrar o número dos ténis (sapatilhas conforme preferirem) que pretendem comprar?
È precisamente isso que acontece comigo, sempre que pretendo comprar um par de ténis, principalmente se forem de competição.
Muitas vezes para alem da complicação em arranjar o Nº, é a dificuldade em encontrar esse tipo de material à venda.
Infelizmente em Portugal não é comum encontrarmos lojas especializadas em material de atletismo e isso acaba por se reflectir na dificuldade em arranjar o que habitualmente pretendemos.
Exceptuando algumas lojas já bem conhecidas dos “amantes” das corridas, as lojas de desporto que habitualmente encontrarmos nas grandes superfícies, pouco ou nada oferecem a nível de calçado para quem pratica atletismo, têm alguma oferta a nível de ténis (Sapatilhas) de treino (muitas vezes a preços avultados), mas ao nível de competição é para esquecer!
Isto para já não falar na dificuldade em encontrar ténis de bico para a pista, isso então é do pior, alias em muitas lojas a maioria dos empregados nem sabem do que se trata, muitos já me encaminharam para a secção das chuteiras de futebol!!!

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

O Flagelo chamado Défice

Mais uma vez o quarteto magnifico do "Gato Fedorento" voltou a estar ao seu melhor nivel este fim de semana com a exibiçao de um "sketche" satirizando a obsessão do Estado Português em querer baixar o défice a todo custo, um pequeno filme a fazer lembrar aquelas propragandas da Cruz Vermelha ou da AMI relacionadas com o flagelo da Fome nos paises sub-desenvolvidos, das guerras que continuam a matar cidadãos inocentes, ou até de doenças que a cada dia que passa se tornam fatais para milhares de pessoas em todo mundo
Sem duvida que esta obsessão governativa de baixar o defice, também está caminhar no sentido de se tornar o maior flagelo do povo Português pós 25 Abril.
Este video demonstra bem que rumo estamos a tomar, nao acham?

quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Tempo de Mudança

A meio desta semana fui apanhado de surpresa, o fim do grupo de treino do Professor Joaquim Neves, o homem que me orientava à 9 anos.A decisao foi tomada por ele após um dos elementos (Eduardo Mbengani) ter decidido passar a treinar com outro treinador(o ainda atleta Eduardo Henriques). A partir desse momento, aliado também a um grande conjunto de factores, sentiu que também ja nao tinha motivaçao para continuar com o grupo e dai a sua decisao. Falou comigo e entendi a sua decisao!
Foi ele o grande responsável pela minha evolução como atleta! Foi com ele que baixei pela 1ª vez dos 10 minutos aos 3000m até chegar ao actual record 8.15.Quando comecei a treinar com ele não sabia o que era fazer 4.30 aos 1500m, hoje passados todos estes anos apesar de nunca ter sido uma distância de eleiçao, acabei por chegar aos 3,57. Para mim a maior evolução que tive com ele foi os 5000m, lembro-me dos muitos treinos que fiz para quebrar a barreira dos 16 minutos, dos 15,30, 15.00, 14,30, até chegar aos meu actual record de 14.19, marca que obtive à dois anos, mas que sei que um dia poderei fazer melhor, basta ter mais oportunidades, pois nos últimos tempos, em Portugal é complicado competir esta distancia sem ser em Campeonatos.
Aproveito a oportunidade para desta forma, lhe agradecer publicamente tudo o que fez por mim ao longo destes anos! O seu trabalho, fez me acreditar que era possível alcançar os resultados que pensava serem impossíveis para o atleta que eu era até chegar ás suas mãos. Quem diria que eu como júnior com marcas de 4,36 aos 1500m, 10.23 aos 3000m e acima de 17.30 aos 5000m, iria um dia chegar ao patamar a que cheguei! Mas tal como na vida, no atletismo se houver trabalho, persistência, espírito de sacrifício, disciplina e acima tudo ter humildade e os pés bem assentes no chão, os resultados acabam por aparecer e para isso também é muito importante que sejamos muito fortes psicologicamente e acreditarmos que afinal aquelas metas que julgávamos impossíveis, até são possíveis de alcançar. Obrigado por tudo Professor Joaquim Neves!
Agora é tempo de iniciar um ciclo na minha vida de atleta, e para me acompanhar nesta nova etapa optei pelo meu amigo já de alguns anos Pedro Pessoa, alguém que vem acompanhado a minha evolução desde dos primeiros tempos de treino com o Professor, e já demonstrou que também sabe o que faz a nível do treino, ou seja alguém que não precisa de me provar nada, alguém em que eu acredito e confio plenamente para se possível continuar a evoluir! Além do mais vou passar a treinar agora mais vezes com o meu grande amigo Nelson Cruz, algo que já fazia muitas vezes até aqui, menos em situações do chamado “treino específico”. Finalmente vamos poder juntar o útil ao agradável!

domingo, 7 de outubro de 2007

De Regresso à competição


Fiz hoje a primeira aparição a nível competitivo na época 2007/08 com a participação em mais uma edição da Corrida de Sesimbra(resultados completos).
Uma competição que contou com a presença de 722 atletas, que neste dia, onde o Sol (muito calor e alguma humidade) apareceu em força, deram colorido especial ao longo da marginal desta pacata Vila piscatória.
Em relação a minha prestação, conclui em 4º, efectuando um interessante “duelo” nos kms finais com o meu bem conhecido José da Luz (Fabril) um atleta já com muitos anos de experiência e já com muitas provas dadas no atletismo nacional, principalmente nas mais importantes provas de estrada que se disputam ao longo do ano de Norte a Sul do País. Na parte final acabou fazer valer a sua maior experiência nesta andanças, para conseguir alcançar a 3ª posição.
Nesta competição os 2 primeiros lugares seriam para dois atletas também já com muitas provas dadas a Nível Nacional e Internacional, a vitoria acabou por sorrir ao meu grande amigo Nelson Cruz (Caxienses) também ele a iniciar a sua temporada, após a experiência menos positiva na Maratona do ultimo Mundial em Osaka, levando de vencida o credenciado atleta, já varias vezes internacional, Hermano Ferreira (Maratona).
Foi uma prova interessante desde inicio, dado o tiro de partida, foi composto um grupo formado por 7/8 atletas que foram ficando à medida que primeiro Hermano Ferreira, depois Nelson Cruz, tomaram conta das despesas da corrida, imprimindo um ritmo forte, tanto que a passagem do 3º km já só apenas eu seguia junto deles e fazendo lhes companhia até aos 7 kms, altura em que sozinho acabei por ser apanhado pelo Zé da Luz, com quem efectuei um interessante despique até a entrada para os metros finais da prova.
Acabou por ser um bom teste “à maquina” com vista a participação no final do mês nos “20 kms de Almeirim”.

terça-feira, 25 de setembro de 2007

De Regresso...


Após inesperada ausencia estou volta à escrita neste blog. Ultimamente tempo é coisa que tem faltado, e nunca gostei de escrever aqui nada so por escrever, para alem disso os meus "Bloguer Friends" tem feito um excelente trabalho, de modo que nao tenho tido a necessidade de escrever, mas de qualquer maneira prometo que vou voltar aqui novamente com alguma regularidade, vou continuar fiel ao tipo de informaçao que até aqui fui escrevendo neste blog.Fico é aguardar por mais comentarios, pois parece que os visitantes tem preguiça ou entao vergonha de escrever.É sempre bom sentir ao um "feedback".Confesso que estava espera de mais comentarios relativos a cobertura que fiz durante o Mundial de Atletismo, ja agora aproveito para lancar a questao: O que acharam?Fico aguardar pelas vossa opiniao, pois as criticas sejam elas positivas ou negativas sao sempre bem vindas.
Até Breve

sexta-feira, 31 de agosto de 2007

Osaka Dia 7

Depois de no dia de ontem não ter havido portugueses em competição, eis que ao 7º dia (resultados completos) dos 11ºs Campeonatos de Mundo de Atletismo a decorrer em Osaka no Japão, entraram em acção 3 atletas lusas na prova de 20 kms Marcha do sector Feminino.
Deste modo estiveram presentes a já consagrada Susana Feitor, que acabou ser a melhor representante lusa, ao ser 5ª classificada com 1h32.01, ela que havia sido Medalha de Bronze nos Mundiais de Helsínquia em 2005. Na 7ª posição surgiria a jovem Inês Henriques com 1h33.06, demonstrar mais uma vez que esta entre as melhores marchadoras mundiais, enquanto que Vera Santos ficaria à beira do “Top 10” deste Mundial ao concluir na 11ª posição com 1h34.28. Apesar de ser a “pior” das portuguesas não deixou de fazer um grande resultado. Foi sem duvida mais uma excelente prestação da Marcha Portuguesa, demonstrando mais uma vez ao Mundo, o excelente trabalho que à vários anos vem a ser desenvolvido, num sector muito bem organizado, por um dos grandes dinamizadores da marcha em Portugal, Luis Dias.

quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Osaka Dia 5

O dia de hoje em Osaka , relativamente à 5ª jornada (resultados completos) dos 11ºs Campeonatos do Mundo de Atletismo, começou na parte da manhã com a participação de Sílvia Cruz, na Qualificação do Lançamento do Dardo. A atleta portuguesa fez parte do Grupo B, num apuramento que se adivinhava difícil, dada grande valia das concorrentes em prova, e devido ao facto de ser a estreia Absoluta desta atleta num Campeonato do Mundo.
De qualquer maneira acabou ter uma prestação ao seu nível, concluindo o concurso na 15ª posição entre as 32 atletas inscritas, com a marca de 58,53 metros, não muito longe do seu recente record nacional (59,74). Mais uma grande estreia, desta atleta que este ano conseguiu progressos assinaláveis nesta especialidade, e é mais um sinal que este sector está também em franco desenvolvimento, devido ao excelente trabalho efectuado nos últimos anos pelos responsáveis do sector. Se não estou enganado (se o estiver agradeço que me corrijam) Portugal nunca teve uma lançadora de Dardo presente num Campeonato do Mundo, por aqui dá para a ver a evolução que esta especialidade tem tido não só ao mais alto nível, mas também ao nível da formação, onde alguns bons jovens valores começam a despontar.
Na 2ª parte desta jornada, já ao final do dia em Osaka, entrou em acção Jessica Augusto, nas eliminatórias de 5000 metros, no qual eram apuradas para final as 5 primeiras de 2 séries e os 5 melhores tempos. A atleta portuguesa correu na 2ª série já após saber o resultado da 1ª série, o qual foi lançada em bases muito rápida com a 5ª atleta a terminar em 15.07.47.
Mais uma vez Jéssica não se deixou atemorizar e ao seu melhor estilo, pegou na corrida durante os 3 primeiros kms, e foi à luta por um lugar na final, acabando por ser 8ª classificada com 15.21.43, e obtendo desta forma através da qualificação por tempos, um lugar na Final dos 5000m que se realiza Sábado ás 20h30 locais (12h30 em Portugal).
A finalizar mais um dia de competição, entrou em acção Francis Obikwelu para participar na 1ª de 2 series da Meia-Final de 200m, que apuravam para Final apenas os 4 primeiros.
Desta vez Obikwelu acabou claudicar na parte final, acabando na 5ª posição com 20.40 e ficando desta forma fora da Final de 200 metros, que terá a curiosidade de apenas contar com a presença de um atleta europeu, o Grego Anastasios Gousis.
Esta prova não era principal aposta de Francis Obikwelu, ele que poucas vezes este ano competiu nesta distância, de qualquer forma não deixa de ser um bom resultado para as cores lusas. Espero não ouvir falar em “desilusão” ou “tragédia” por parte dos habituais críticos do atletismo português após este desempenho. Pois nesta competição estão somente os melhores do mundo, ou será que é mau conseguir o 10º melhor tempo numa Meia-Final entre 16 atletas? Fica a questão…
Devido ao facto de amanha não haver portugueses presentes em competição, apenas estarei de volta na 6ª feira.

terça-feira, 28 de agosto de 2007

Osaka Dia 4 – Naide Gomes à beira das Medalhas

O 4º dia (resultados completos) de competições dos 11ºs Campeonatos do Mundo de Atletismo a decorrer em Osaka (Japão) contou com a presença de 4 atletas portugueses
Os 2 primeiros a entrar em acção foram o jovem Arnaldo Abrantes e Francis Obikwelu, este ultimo de volta à competição depois da sua desclassificação nas eliminatórias de 100m.
Estes dois atletas fizeram parte das eliminatórias dos 200 metros, que decorreram da parte da manha, (madrugada em Portugal), tendo Abrantes entrado em acção primeiro na 4ª de 6 séries que apuravam para os Quartos de Final, os 4 primeiros e os 8 melhores tempos, alcançando 5ª posição com 20.48, efectuando a melhor marca dos apurados por tempos e conseguindo bater o seu anterior record nacional de Sub-23 (20,74). Esta marca é também mínimo A para os Jogos Olímpicos de Pequim. Uma entrada com pé direito deste jovem atleta português na sua estreia numa grande competição no escalão de Seniores. De salientar que este atleta, tem já varias presenças internacionais nos escalões mais jovens.
Na ultima série desta 1ª eliminatória de 200 metros, entrou em acção Francis Obikwelu, que como era de esperar não encontrou dificuldades no apuramento, ficando na 4ª posição com (20,61).
Já ao cair da noite em Osaka, realizaram-se os Quartos de Final dos 200 metros, Obkiwelu fez parte da 3ª de 4 séries que apuravam para Meia-Final os 4 primeiros de cada série, mais uma vez, sem muita dificuldade alcançou a 3ª posição com 20.38, a sua melhor marca do ano na distancia.
Na última série destes Quartos de Final de 200m, foi a vez de entrar em acção Arnaldo Abrantes, sendo 5º (20.82), ficando assim, como já era previsível, fora da Meia-Final a realizar amanhã 22h20 locais (14h20 portuguesas). De qualquer forma, foi mais uma excelente actuação deste jovem atleta, cuja sua presença, foi um excelente prémio, pela brilhante época que efectuou este ano, no qual fez parte da equipa Vice-Campeã da Europa de Sub-23 nos 4x100 metros. Esta prestação veio provar, que Portugal na velocidade afinal não é só Obikwelu, felizmente fruto de um grande trabalho, que está a ser efectuado nos últimos anos, temos por cá jovens de grande valor no sector da velocidade.
Também durante a parte da manhã em Osaka, entrou em Acção Vânia Silva na qualificação do Lançamento Martelo, o qual não esteve ao seu melhor nível, obtendo a 16ª posição do seu grupo de qualificação com 61,81, de qualquer forma, é de louvar a presença desta atleta numa competição como esta, este é outro dos sectores em franca ascensão no nosso País, nunca fomos tradicionalmente fortes a nível internacional neste sector, mas pelo menos conseguimos ter alguém a competir com as melhores do Mundo.
A finalizar a participação Portuguesa na 4ª jornada, esteve Naide Gomes, que participou na Final do Salto em Comprimento, com aspirações legitimas em tentar alcançar uma das medalhas e bater o seu próprio recente record nacional (7,01), acabou por alcançar o 4º lugar com 6,87, mesmo assim acabou por não ficar muito longe das 3 primeiras, por sinal todas da Rússia, Tatyana Lebedeva (7,03), Lyudmila Kolchanova(6,92) e Tatyana Kotova(6,90).
Mais uma vez Naide Gomes provou que esta entre a Elite Mundial do Salto em Comprimento. Parabéns!

segunda-feira, 27 de agosto de 2007

Osaka Dia 3 – Nelson Évora “Voa” para o Ouro

Eis que ao 3º dia de competição (resultados completos) nestes 11ºs Campeonatos do Mundo de Atletismo em Osaka, a “Portuguesa” fez ouvir no Nagai Stadium, o responsável, claro está, NELSON ÉVORA, que na final do Triplo Salto, arrebatou a Medalha de Ouro com um sensacional salto de 17,74 metros, batendo desta forma o seu anterior record nacional (17,51) por 23 cms!!!
Com este feito, o atleta português sagrou-se CAMPEÃO DO MUNDO DE TRIPLO SALTO.
Foi de facto espantosa a sua actuação nesta final, tanto que mesmo o seu pior salto a 17,39 lhe daria o 3º lugar (Medalha de Bronze). A completar o pódio desta final ficou Jadel Gregório (Brasil) com 17,59 metros e Walter Davis (EUA) com 17,33 metros.
Já à algum tempo que Nelson Évora demonstrava estar entre os melhores do Mundo, e hoje foi o dia da sua consagração, é mais que justo este prémio, pela sua regularidade, pela sua dedicação e empenho longo de muitos anos que já leva de Atletismo. Mas por detrás de um grande atleta, está sempre um grande treinador, refiro-me ao seu treinador de sempre, o Professor João Ganso, este resultado também é dele, pois foi quem esteve ao lado de Nelson em todos bons e maus momentos da sua carreira, e o soube preparar para que chegasse a esta altura no seu melhor momento de forma.
Nunca é demais recordar que neste resultado estão muitos anos de esforço e dedicação, os meus PARABÉNS para ambos!
Na outra final do dia com presença portuguesa, esteve a minha amiga Sara Moreira, depois da espantosa qualificação para a final de 3000 metros Obstáculos.
Infelizmente as coisas acabaram por não lhe correr da melhor maneira, devido a uma aparatosa queda num dos Obstáculos quando o pelotão formado pelas 15 finalistas ainda seguia compacto, mas apesar da queda, Sara ainda teve forças para colar à cauda do grupo, mas não resistiu ao forte andamento imposto, acabando mesmo assim em 13º lugar com 10,00.40.Mais uma vez Parabéns Sara, pela garra que demonstraste apesar dessa contrariedade, agora é hora de recarregar baterias, para o ano tens nova oportunidade em Pequim!
A vitoria na prova sorriu a Yeketerina Volkova (Rússia) com 9.06.57 seguida da sua compatriota Tatyana Petrova com 9.09.l9, enquanto que na 3ª posição ficou Eunice Jepkorir(Quenia) com 9.20.09.
Na parte manha desta 3ª jornada, entrou em acção Naide Gomes na prova de Qualificação do Salto em Comprimento, e a actual Campeã da Europa de Pista Coberta não deixou os seus créditos por mãos alheias, fazendo um salto a 6,96 metros e efectuando a melhor marca do Grupo B de qualificação para a Final que está marcada para amanhã ás 20h50 locais (12h50 portuguesas).

domingo, 26 de agosto de 2007

Osaka Dia 2

Tal como ontem, começou bem cedo (8h00 da manhã) a prestação Portuguesa no 2º dia (resultados completos) dos 11ºs Campeonatos do Mundo de Atletismo em Osaka (Japão) com a participação de 2 portugueses nos 20 kms marcha.
Mais uma vez o calor foi principal adversário dos atletas, desta forma João Vieira acabou concluir a prova na 25ª posição com 1h27.44 enquanto que o seu irmão Sérgio Vieira desistiu antes da passagem aos 15kms. A vitoria na prova sorriu ao grande candidato Jefferson Perez (Equador) com tempo de 1h22.20, seguido de Francisco Javier Fernandez (Espanha) com 1h22.40 que ultrapassou já sobre a linha meta Hatem Ghoula (Tunísia) que acabou com o mesmo tempo do atleta espanhol.
Já era noite em Osaka (20h00) quando entrou em acção Elisabete Tavares na qualificação do Salto com Vara, acabando por se classificar na 17ª e ultima do Grupo B com 4.05 metros.
A sua presença nesta competição foi um prémio pela obtenção seu recente record nacional (4.32 metros) no passado mês de Julho. Ficou muito longe da tentativa de bater o seu record , que mesmo assim não lhe daria acesso à final. Convém lembrar os mais desatentos que Portugal nunca foi muito forte nesta especialidade! Mesmo assim já é muito bom conseguir ter uma atleta a participar com as melhores do Mundo.
A finalizar a participação portuguesa neste 2º dia de competição, esteve o meu velho amigo Edivaldo Monteiro, na 2ª de 3 séries da Meia-Final, que apuravam para a final apenas os 2 primeiros de cada série mais os 2 melhores tempos. O atleta português ficou na 5ª posição, alcançando a sua melhor marca do ano (49.31) que também é mínimo para os Jogos Olímpicos a realizar em Pequim no próximo ano. Foi mais uma excelente prestação deste experiente atleta, confirmando mais uma vez, que apesar de não ser profissional, continua a estar entre os melhores do Mundo. Parabéns “Edi”!

sábado, 25 de agosto de 2007

Osaka Dia 1


Durante a realização dos 11ºs Campeonatos do Mundo de Atletismo, que decorrem entre 24 de Agosto e 2 de Setembro em Osaka no Japão, vou aproveitar este espaço para falar sobre a participação portuguesa nesta competição. Espero servir de complemento à muita informação, que por estes dias vai existir nos órgãos de comunicação social, que infelizmente por vezes não é dada da maneira mais correcta, muitas vezes desprestigiando a modalidade.


O primeiro dia de competição(resultados completos) arrancou bem cedo, devido a realização da Maratona Masculina, que também contava para Taça do Mundo em termos colectivos, e onde Portugal se apresentava com 5 atletas, Alberto Chaiça, Hélder Ornelas, Luís Feiteira, Luís Jesus e Paulo Gomes.
Logo a partida para esta prova Portugal sofreu a primeira contrariedade, ficando privado da prestação de Luís Jesus a contas com uma gastroenterite viríca (39º de febre), não lhe permitindo assim dar o seu contributo à equipa portuguesa.
Foi uma Maratona que decorreu debaixo de condições atmosféricas muito específicas, 27º de temperatura à partida dada ás 7h da manhã, hora local, (23 horas em Portugal) aliado aos 75% de humidade, que entretanto viria a baixar para os 65% quando a temperatura já ameaçava atingir os 30º , uma hora depois do tiro de partida (quando estavam percorridos os primeiros 20 kms).
Mesmo para quem não esteja muito dentro da modalidade, da para perceber a grande dificuldade pelo qual passaram os 85 corajosos atletas que se apresentaram à partida no Nagai Stadium.
Mesmo com todas estas adversidades, não deixei de ouvir durante a transmissão na RTP 2, os comentários menos felizes feitos por Jorge Lopes, muitas vezes deitando abaixo o esforço que os atletas faziam perante aquelas condições! Só mesmo vindo de alguém que não sabe o que é correr, e que pensa que os atletas têm a obrigação se adaptar a todo o tipo de condições atmosféricas! Gostava de ver esse senhor mesmo dentro das sua limitações atléticas, a fazer uma prova em condições normais e depois enfrentar estas temperaturas, para sentir na pele o que os atletas sofrem.
É este tipo de pessoas que com este tipo de comentários, desprestigiam a modalidade.
Voltando a competição propriamente dita, foi uma prova lançada como é obvio em base muitas lentas, com muita gente na expectativa, em relação a prestação portuguesa, foi como seria de prever muito cautelosa, procurando estar integrados no grupo da frente, o primeiro português a ceder seria Hélder Ornelas, desistindo antes da passagem aos 25 kms, Paulo Gomes tentou andar sempre resguardado do grupo, mas nestas condições era difícil aguentar o andamento dos atletas da frente, mesmo passando por dificuldades conseguiu concluir a prova na 44ª posição com 2h32.02, o mesmo sucedendo a Luís Feiteira que terminou no 35º lugar (2h29.34). Quem ainda conseguiu acompanhar durante algum tempo as movimentações no grupo da frente, seria o meu amigo Alberto Chaiça, que também acabaria por ser vítima das condições em que a prova foi disputada, passando a certa altura por muitas dificuldades, terminando na 22ª posição (2h23.22).
Nestas condições, conseguir terminar, independentemente do resultado, é já por si uma vitória, por isso não se podia pedir mais a todos atletas que conseguiram acabar! Os tempos finais desta Maratona demonstram bem as dificuldades passadas por todos os atletas, no qual saiu vencedor o Queniano Luke Kibet com 2h15,59 seguido de outro atleta queniano entretanto naturalizado pelo Qatar, Mubarak Shami com 2h17,18 e com o surpreendente Suíço Vítor Rothlin(grande recuperaçao nos kms finais!) a ocupar a 3ª posição com 2h17,25. Colectivamente o Japão foi o vencedor da Taça do Mundo, no qual Portugal conseguiu a 8ª posição.
Não podia deixar aqui de fazer referência à prestação do meu grande amigo Nelson Cruz em representação de Cabo Verde, ele que acabou por ser um dos 28 atletas que se viram forçados a desistir.

A participação portuguesa nestes campeonatos em termos de provas realizadas dentro do Nagai Stadium, começou com a brilhante prestação da minha amiga e colega de equipa Sara Moreira(na foto) nos 3000 metros Obstáculos, que conseguiu a qualificação directa para final a realizar na próxima 2ª feira ás 20h20 (12h20 em Portugal). A participar na 2ª de 3 séries nas Eliminatórias que apuravam directamente as 4 primeiras de cada série e os 3 melhores tempos, Sara Moreira deu mais uma demonstração de garra e ambição ao terminar na 4ª posição com 9.44.01, depois de uma fantástica recuperação nos metros finais, acabando ao sprint com a 2ª classificada a polaca Wioleta Janowska (9.43.96) e com a Russa Gulnara Galkina (3ª - 9.43.98), relegando para 5ª posição a Jamaicana Korene Hinds (9.44.04).A vitoria nesta serie foi para espanhola Rosa Morató(9.43.48).Depois da medalha de Bronze nos Europeus de Sub-23 no mês de Julho em Debrecen (Hungria) e do 4º lugar nas Universiadas em Banguecoque (Tailândia) ja em Agosto, vai estar agora presente na final em Osaka e um lugar entre as 15 melhores do Mundo já ninguém lhe tira! Parabéns Sara!
Quem teve uma entrada com o “pé esquerdo” nestes Mundiais foi Francis Obikwelu, ao ser desclassificado logo nas Eliminatórias de 100m, devido a falsa partida, mais uma vez se demonstra, que por vezes também os melhores passam por momentos menos bons. Agora é esperar pela sua prestação na prova de 200m.
Ao seu nível mais uma vez esteve o sensacional Nelson Évora, a conseguir 17,22 ( melhor marca dos dois grupos) na qualificação para final do Triplo Salto a disputar também na próxima 2ª feira ás 20h30 (12h30 portuguesas).

Para finalizar a prestação portuguesa nesta primeira jornada esteve o meu grande amigo Edivaldo Monteiro(na foto) a participar nas eliminatórias dos 400 Metros Barreiras, presente 3ª de 5 séries que apuravam para Meia-Final directamente os 4 primeiros de cada série e os 4 melhores tempos .Mais uma vez esteve em grande nível, demonstrando que apesar dos seus 31 anos, continua em grande forma e ainda ao nível dos melhores do mundo na especialidade, conseguindo ser 4º classificado com 49.66, vencendo num muito apertado sprint(após brilhante recuperação nas últimas barreiras), o russo Aleksandr Derevyagin (49.66 – apurado por tempo) e o japonês Dai Tamesue (49.67). Este resultado é sem sombra duvida um excelente prémio para alguém sempre foi um exemplo do modo como se deve estar na modalidade, também não posso deixar de dar os Parabéns ao seu treinador de longa data o Professor João Ribeiro.
Amanha ás 21h45 (13h45 em Portugal), Edivaldo Monteiro vai estar mais uma vez presente na Meias Finais de uma grande competição internacional.
Amanha ca estarei para comentar o 2º dia de competiçao.

segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Inicio de Época


Após três semanas sem calçar as sapatilhas(ténis) para ir treinar, iniciei hoje a minha época 2007/08, as próximas duas semanas vão ser calmas, nada de pressas porque vai ser (se tudo correr dentro do normal) uma longa época, estando apenas previsto fazer uma ligeira pausa durante o mês de Março, onde habitualmente faço a transição da época de Inverno para época de Verão.
Como já puderam constatar tive 3 semanas sem dar noticias, o objectivo era mesmo tirar umas “férias de atletismo” durante este período a todos os níveis! Procurei fazer um pouco a vida do típico “sedentário”, fiz muitas das coisas que normalmente durante o resto do ano não consigo fazer e muitas delas nem sequer são compatíveis com a vida de quem como eu leva o atletismo a sério! Mas o mais importante foi poder conviver um pouco mais com amigos e família, muitos só os vejo nesta altura do ano, desta forma deu para recarregar as “pilhas” para voltar a enfrentar mais uma época, a fazer aquilo que mais gosto!

segunda-feira, 30 de julho de 2007

Fim de época


Conclui este Sábado com a participação nos 5000m dos Campeonatos de Portugal,(resultados completos) no Estádio Universitário em Lisboa, minha época desportiva de 2006/07.
A minha prestação esteve longe de ser a melhor, o calor foi principal adversário de todos aqueles que tiveram a coragem de estar a presentes para esta prova.Com 13 atletas à partida, apenas concluíram 6, cabendo-me a mim desta vez a última posição. (Alguém tinha de ser o ultimo!!!) Em relação à prova, para mim acabou um pouco antes dos 3000m (fui vencido pelo calor), depois simplesmente “desliguei o motor” e deixei-me ir até ao final, pois não fazia sentido desistir, eu não gosto de o fazer, talvez por isso se contem pelos dedos das mãos as vezes que o fiz, além disso era a ultima prova da época! Independentemente do resultado, objectivo era acabar, nem que o fizesse de gatas, pois sei o quanto me custou chegar a este patamar e estar participar mais uma vez nestes Campeonatos. Além do mais estava a faze-lo após dois anos de ausência, cujo os motivos já foram explicados no post anterior.
Em relação aos Campeonatos de Portugal, mais uma vez, tiveram muita emoção ao longo das duas jornadas, não posso deixar de destacar os títulos alcançados pelos meus colegas de equipa, mais uma vez a Sara Moreira brilhou nos 3000m Obstáculos, após a recente conquista da medalha de bronze no Europeu de Sub-23, vencendo folgadamente com um novo record dos Campeonatos (9,45.84), demonstrado mais vez que continua a atravessar um bom momento de forma. Quem também esteve em grande plano foi a equipa de feminina de 4x400m, composta por Tânia Freitas, Elisa Pegado, Elda Laranja e Ana Martins, que se sagrou Campeã de Portugal de 4x400m!Parabéns Meninas!
O meu amigo e colega de equipa Paulo Gonçalves sagrou-se Campeão Portugal de Salto em Altura (2,13) culminando da melhor forma uma excelente época!
Quanto a mim, estarei de volta aos treinos dentro de 3 semanas aproximadamente, agora vai ser tempo de carregar baterias e ganhar fôlego para a nova época!

sexta-feira, 27 de julho de 2007

A ultima competição da época


Realiza-se no este fim-de-semana no Estádio Universitário em Lisboa mais uma edição dos Campeonatos de Portugal de Atletismo em Pista, a mais importante competição do calendário da Federação Portuguesa de Atletismo. Mais uma vez sem as merecidas honras de transmissão televisiva, está apenas prevista a transmissão de um resumo de 30 minutos no fim-de-semana seguinte na RTP 2 durante o já habitual “Desporto 2”.
Como será de prever estarão em competição alguns dos melhores atletas nacionais, alguns já com créditos firmados a nível internacional, por isso se ainda não sabe, poderá assistir gratuitamente amanhã partir das 16h30 e Domingo a partir das 16h, a duas grandes jornadas de atletismo.
Após dois anos de ausência, no primeiro ano devido a lesão, e no segundo por não me encontrar nas melhores condições, este ano estou de volta para mais uma vez participar nos 5000 metros (Sábado ás 19h50).Objectivo passa por fazer o melhor possível, este tipo de provas é sempre uma incógnita, mas seria muito bom terminar esta época com um novo record pessoal na distância.

quarta-feira, 25 de julho de 2007

Um simples Desabafo...

A semana passada quando mais uma vez realizava o meu treino ao final da tarde na Pista Municipal de Atletismo de Almada, localizada na freguesia da Sobreda, deparei com um papel a informar sobre o encerramento da Pista a partir do dia 20 Julho até ao dia 4 de Setembro!!!Primeiro de tudo, como é possível ter esta infra-estrutura tanto tempo fechada, não permitindo dessa forma a sua utilização por parte da população que habitualmente frequenta este espaço?
Depois será que a Câmara não tem acesso ao calendário da Federação Portuguesa de Atletismo? È que como se sabe, no próximo fim-de-semana (28 e 29 de Julho) realiza-se em Lisboa (Estádio Universitário), os Campeonatos de Portugal de Atletismo, a mais importante competição da modalidade a nível nacional.
Desta forma onde poderão treinar os atletas que tem pretensões em participar nesta competição e que tal como eu são frequentadores habituais da Pista Municipal?
Mas pelo que já me chegou aos ouvidos, é que apenas tem autorização para lá treinar durante esta semana, atletas do Clube Recreativo União Raposense!!!
Uma decisão deste género só poderia vir dos responsáveis pelo Pelouro do Desporto da Câmara Municipal de Almada, infelizmente parece que no concelho de Almada em relação ao Atletismo, uns são filhos e outros são enteados…enfim só mesmo neste País!!!

segunda-feira, 23 de julho de 2007

Um FDS em cheio!

À duas semanas atrás após o final da prova em Torres Novas, foi-me entregue o panfleto a anunciar a realização do 5º GP Atletismo de Santiago da Guarda (Ansião) no dia 22 de Julho. Como estava previsto deslocar-me a Leiria no dia 21 de Julho, para um encontro anual de Primos (uma boa tradição familiar), sabia que ficava bem perto, então decidi inscrever-me para participar nessa prova.
Depois de ter passado o Sábado em convívio com a Família, no Domingo de manhã arranquei do local onde habitualmente costumo passar as minhas férias, em Amoreira no Concelho de Pampilhosa da Serra, a viagem até ao local da prova fez-se em pouco mais de 30 minutos.
Só no dia anterior fiquei a saber como chegar a Santiago da Guarda, estava espera de encontrar mais uma de muitas aldeias perdidas no interior do nosso País, mas ao contrário do que esperava, enganei-me, pois trata-se da maior freguesia do Concelho de Ansião no Distrito de Leiria e onde se destaca um imponente Solar dos Condes de Castelo Melhor, considerado Monumento Nacional, que segundo se consta terá sido construído, durante a 2ª metade do Sec.XV.
Em relação ao GP de Atletismo, pela 2ª vez consecutiva no espaço de 2 semanas, as coisas correram-me de feição, voltando a repetir a vitória alcançada no GP do Almonda em Torres Novas, no qual Alberto Almeida (Valongo Vouga) foi novamente 2º classificado, ficando a 3º posição para Messias Dias (Marinhense).
A prova foi corrida na distância de 6900 metros, 3 voltas a um percurso de 2300 metros, em redor da localidade. Dado o tiro de partida, coloquei-me mais uma vez na frente, tendo desde logo na primeira volta imposto ritmo suficientemente forte, afim de fazer uma primeira selecção, ao final da 1º volta formou-se um grupo de oito atletas, que durante a 2ª volta à medida que ia forçando o andamento na frente ia ficando reduzido, até ficar apenas na companhia de Alberto Almeida (Valongo do Vouga).Foi então que um pouco antes da entrada para ultima volta ao percurso, ataquei mesmo com a intenção de me isolar, o qual foi suficiente para ganhar vantagem, que me permitiria alcançar a minha 2ª vitória consecutiva em provas de estrada esta época.
No sector feminino vitoria para Dina Malheiro (Ferreira Zêzere) que também havia ganho à duas semanas em Torres Novas.
Agora vou entrar na minha última semana de treino, antes concluir a época com a presença nos 5000m dos Campeonatos de Portugal, no próximo Sábado no Estádio Universitário em Lisboa.

terça-feira, 17 de julho de 2007

Cuidado com as "Gralhas"


Todos aqueles que tal como eu gostam de atletismo, estão habituados abrir as paginas da nossa imprensa escrita e encontrar o mais variado tipo de "gralhas" relacionadas com a modalidade, demonstrado na maioria das vezes um desconhecimento de causa sobre o assunto ou da noticia que se escreve.
Mas mais grave é encontrar a chamada “gralha” no novo e bem estruturado site da Federação Portuguesa de Atletismo, alias aproveito para dar os Parabéns aos autores da página bem como aplaudir o facto de agora haver mais informação e de estar em constante actualização com notícias relacionadas com a modalidade e com resultados de atletas portugueses além fronteiras.
A gralha a que me refiro,vem escrita na notícia(ler aqui) do grande resultado de Alberto Chaiça este Domingo em Londres, onde se faz referência e passo a citar: “O atleta nacional encontra-se em preparação para o Mundial de Osaca (Japão), onde espera que venha a ser uma das escolhas para os 10km.”???. Que se saiba o Chaiça está convocado pela FPA para participar na Maratona e para fazer parte da equipa na respectiva Taça do Mundo que se disputa nesta importante competição!
Deveria haver mais atenção por parte de quem escreve estas notícias, ou será que quem as escreve é alguém que não está por dentro destes assuntos? É que estamos a falar de notícias que saem no site oficial da FPA e não de um qualquer órgão de imprensa escrita onde já estamos habituados a ler este tipo de erros.

Uma Nova Etapa

Já à uma semana que não dava noticias por aqui
Foi mais pela falta de tempo do que pela vontade de escrever, porque sempre gostei de escrever. Na última semana andei um pouco atarefado a tratar de assuntos de ordem pessoal e profissional.
Aliás devido ao facto de esta semana ter começado uma nova etapa na vida minha profissional, não vou poder estar presente amanhã (4ª feira) nos 5000m da 3ª Noite Quente da Maia. Sei que vou perder uma boa oportunidade de poder fazer uma boa marca este ano aos 5000m, aliás o objectivo era mesmo tentar bater o meu record pessoal (14.19) que já tem 2 anos, e que infelizmente desde então poucas ou nenhumas oportunidades tenho tido para correr a distância sem ser em Nacionais de Clubes ou Campeonatos de Portugal, onde normalmente este tipo de prova é quase sempre táctica. Aproveito a oportunidade para louvar e agradecer atitude da Federação Portuguesa de Atletismo que convidou os melhores atletas nacionais da distância para participar na prova dando ainda apoio ao nível de transporte para os Atletas que se quisessem deslocar de Lisboa até à Maia. Fazia falta este tipo de iniciativas por parte da FPA, espero que seja uma situação a repetir em situações futuras, para bem do desenvolvimento do atletismo, nomeadamente do meio-fundo e fundo em Portugal.

segunda-feira, 9 de julho de 2007

O Doce Sabor da Vitoria


Como havia feito referência no último post, marquei ontem presença em Torres Novas no 4º GP “Corrida do Almonda”(resultados completos), na distância de 7.600 metros, onde voltei a sentir o sabor da vitória numa prova de atletismo. Foi prova disputada sob imenso calor e vento forte em algumas partes do percurso, dado o tiro de partida coloquei-me como habitualmente na frente da corrida, perante lote de atletas presentes, percebi que se tivesse ao meu nível poderia alcançar a vitória,(nunca gostei de falar em vitórias antecipadas, porque nunca se sabe o que pode acontecer) dessa forma tentei desde logo impor um ritmo forte de modo a conseguir fazer uma natural selecção de valores, foi daquelas provas em que não me resguardei atrás de ninguém, antes pelo contrario, preocupei-me sempre em andar na frente da corrida, de modo a não dar descanso aos adversários. O ritmo inicialmente imposto fez com que à passagem dos 4 kms, acabassem por ficar comigo na frente 3 atletas, Alberto Almeida (CP Valongo do Vouga) Artur Rodrigues (NA Cucujães) e Emiliano Moreno (N. Oeiras), até que aos 5kms ficaria na frente com Alberto Almeida. Nessa altura percebi que bastaria gerir o esforço para vencer a prova, apesar de não me sentir nas melhores condições, devido ao facto de no dia anterior ter feito uma longa viagem Lisboa-Aveiro-Lisboa, a fim de acompanhar o meu pai (que não tem carta) ao encontro anual do Batalhão que com ele esteve em Moçambique na dura missão portuguesa nas ex-colónias. Talvez por isso também o ritmo inicialmente posto, tenha sido forte, mas feito com alguma cautela.
Nos últimos metros de prova após me ter isolado à passagem dos 6 kms, fui traído pelo empedrado da parte final do percurso (nunca gostei de correr em empedrado!!!) mas felizmente os últimos 500 metros foram feitos em alcatrão o que acabou por me facilitar as coisas. No final a satisfação de uma difícil vitória, derivado de todas a circunstâncias anteriormente descritas, uma palavra final para o excelente desempenho principalmente do muito experiente Alberto Almeida (2º classificado) que sempre me acompanhou na frente da corrida e foi aquele conseguiu resistir mais tempo às mudanças de andamento que fui impondo à medida que a prova se ia desenrolando e para outro experiente atleta Artur Rodrigues (3º classificado).
No sector feminino numa prova que contou com a presença da minha amiga Eunice Tavares (CR Estarreja - 4ª), que já se encontra em período de descanso com vista à preparação da nova época de Corta-Mato, onde concerteza terá uma palavra a dizer no que concerne à selecção para o Europeu no escalão de Sub-23, a vitória sorriu a outra jovem também já com provas dadas no atletismo português, Dina Malheiro (F.Zêzere) que venceu com algum à vontade Beatriz Cunha (Joma) com outra jovem Ana Fonseca (CR Estarreja) a ocupar a 3 ª posição.
De referir que nesta minha viagem até Torres Novas contei com a boleia do meu grande amigo David Fernandes (Águias Unidas) e do seu pai Francisco Fernandes que brilhantemente venceu o escalão de Veteranos VI.
Uma palavra de apreço para a Organização (UDR Zona Alta) que esteve muito bem, contando com o apoio da Escola Prática da Policia, tendo o percurso bem assinalado com setas pintadas no chão ao longo do percurso, por sinal muito bom, o qual só tem um pequeno defeito…o empedrado!!! Apesar de não ser obrigatório, devido a calor, a Organização teve o cuidado de ter um ponto de abastecimento com águas à passagem dos 4 Kms. Para o ano espero estar de volta, para a 5ª edição deste Grande Prémio.
Infelizmente ainda não disponho de nenhuma foto relativa a esta minha passagem vitoriosa por Torres Novas.

quinta-feira, 5 de julho de 2007

Antevisão do FDS


O próximo fim-de-semana fica marcado pela realização de um bom conjunto de competições ao nível do Atletismo nas suas mais diversas especialidades.
Desta forma na 6ª feira à noite realiza-se o VIII Meeting Internacional Cidade da Guarda, onde estarão alguns dos melhores especialistas nacionais, numa competição que ao contrário do que é habitual (infelizmente) nos Meetings que por cá se realizam, tem uma interessante grelha de prémios monetários para os 5 primeiros classificados de cada prova que consta no programa horário.
Também na 6ª feira destaque para realização do Meeting de Paris a contar para a “Golden League” da IAAF, onde estarão presentes os portugueses Francis Obikwelu (100m) e Nelson Évora (Triplo), uma competição que poderá acompanhar a partir das 19h na SportTV1.
Durante este fim-de-semana destaque para a realização da Taça da Europa de Provas Combinadas, onde Portugal com uma equipa Masculina formada por Cláudio Gama, Pedro Santos e Tiago Marto, estará presente na II liga que se disputa em Maribor na Eslovénia.
No próximo domingo também irá entrar em acção a selecção portuguesa que ira participar no Campeonato da Europa de Corrida em Montanha que realiza em Cauterets (França), uma comitiva que é composta por Luís Semedo (Juniores Masculinos), Aires Sousa, João Serralheiro, José Carvalho e José Gaspar em Seniores Masculinos e Joana Nunes, Lucinda Moreiras, Mónica Moreiras e Rosa Madureira em Seniores Femininos.
Por cá realiza-se este fim-de-semana em Viseu o Campeonato Nacional de Juniores, onde estarão presentes os atletas que já tem mínimos para o Europeu de Juniores a realizar na mítica pista de Hengelo (Holanda) de 19 a 22 de Julho.
Em termos de provas de estrada destaque para a realização do GP de Porto Covo e para o 4º GP “Corrida do Almonda” em Torres Novas, prova no qual irei estar presente no próximo Domingo.

terça-feira, 3 de julho de 2007

Selecção para o Europeu de Sub-23


A Federação Portuguesa de Atletismo, divulgou hoje a lista dos atletas (ver aqui) convocados para a Selecção que irá participar no Europeu de Sub-23 em Debrecen (Hungria) entre os dias 12 e 15 de Julho.
Uma comitiva que será composta por 20 atletas, a maior de sempre ao nível destes Europeus. Ao contrário do que vinha sendo habitual em termos de competições internacionais, desta vez a FPA resolveu levar alguns atletas que não conseguiram alcançar os mínimos exigidos para esta competição, como são os casos de João Lopes (5000m), António Silva e Nuno Costa (10000m) e Ercília Machado (1500m), é sem dúvida de louvar atitude da FPA em relação à convocatória destes jovens valores para o Europeu. Seria bom que esta convocatória servisse de exemplo para futuras competições e corta-se de vez com o passado.
Não poderia deixar de destacar a presença já esperada nesta convocatória das minhas colegas de equipa Marisela Silva (Lançamento do Dardo) e Sara Moreira (3000m Obstáculos), que detém a melhor marca europeia do ano de Sub-23 nesta distância.
Em relação aos restantes convocados destaque para participação de uma equipa de 4x100m Masculina que será composta por Arnaldo Abrantes, Yazaldes Nascimento (ambos também participam nos 100m), Ricardo Martins, Danny Gonçalves, João Pedro Ferreira (se recuperar de lesão participará nos 110 metros barreiras) ou André Destapado (convocado na situação de suplente, caso aconteça algum imprevisto com os atletas a cima citados)
Esta é mais uma prova que existe a tão “criticada” renovação no atletismo nacional, se assim não fosse não teríamos esta extensa comitiva de atletas nas mais variadas disciplinas da modalidade, o qual tenho a certeza irão fazer de tudo para levar bem alto o nome de Portugal. Aproveito para desejar boa sorte a todos atletas convocados para esta competição.

quinta-feira, 28 de junho de 2007

Campeonato de Portugal de 10000m - Uma estreia adiada


Tinha a intenção de experimentar esta época uma presença na mítica prova de 10000 metros. Sem ter feito uma preparação específica para o efeito (por opção técnica), pois a minha preparação tem sido feita com base na preparação para provas de 5000 metros (com alguns treinos de pista para ritmo de 10000m), mas meti na cabeça queria fazer uma experiência na distância. Mas nestas coisas a inexperiência, a falta principalmente do tal treino específico para a distância, aliada ao facto de não me sentir no meu melhor momento de forma, são três factores que por mais que a nossa vontade e a nossa ambição queiram, deitam por terra as nossas aspirações e foi isso precisamente que me aconteceu ontem ao desistir aos 5700 metros da prova. Mas pelo menos ficou a ideia que tinha da prova, não é fácil, tem de ser feita com muita cabeça, por mais que as pernas inicialmente queiram ir, temos que as controlar e acima de tudo temos que estar física e mentalmente, muito fortes! È sem duvida uma prova de pista com características únicas!
Os 10000 m realizados ontem à noite no Estádio Universitário em Lisboa (resultados completos), para alem de servirem para proclamar o novo Campeão de Portugal da distância, tinham o factor extra da tentativa de obtenção de mínimos (29.30) para o Campeonato da Europa de Sub-23, por parte do meu amigo Nuno Costa (Maratona). Com ambição a de ir em busca de tal resultado, o andamento inicial foi desde logo muito forte para o tipo de prova, tanto que ficou desde logo formado um grupo de 7 atletas no qual eu me incluía na cauda do grupo e do qual faziam parte Nuno Costa, António Salvador (SM Ovar), António Silva (CP Mangualde) José Moreira (Cyclones) Leonel Fernandes (Cyclones) e Sérgio Silva (J.Vidigalense).Deste grupo à passagem dos 4 kms acabei eu primeiro por descolar, e um pouco mais à frente era vez do jovem Leonel Fernandes que mesmo assim se aguentou muito bem sozinho, acabando por fazer um bom registo na sua estreia (30.20). Entretanto ficavam 5 atletas na frente, um grupo que ficaria reduzido a 4 atletas devido a desistência do já muito experiente veterano António Salvador. Esse mesmo grupo foi junto até à entrada para ultima volta, altura em que António Silva resolve atacar, inicialmente respondeu Sérgio Silva com Nuno Costa a ficar pouco para trás e José Moreira a não conseguir reagir. O final seria feito com um emocionante sprint nos últimos 200 metros com vantagem para o jovem António Silva (29.38) sobre Sérgio Silva (29.40) e com Nuno Costa(29.42) a acabar na 3ª posição.

segunda-feira, 25 de junho de 2007

Portugueses em Bilbao (Espanha)

Em fim-de-semana marcado pela realização da Taça da Europa, como já tinha feito referência no post “Agenda do FDS”, realizou-se o Meeting de Bilbao (resultados completos), onde estiveram presentes alguns atletas portugueses.
Contrariamente ao que havia anunciado, o português Hermano Ferreira participou nos 10000m (não nos 5000m), sendo com novo record pessoal 29,03.38.
Para além da anunciada Mónica Rosa (7ª - 15,59.80), também estiveram presentes na prova de 5000 metros varias atletas portuguesas, no qual o principal destaque vai para o resultado alcançado por Leonor Carneiro (3ª - 15,38.43), também presente nesta prova esteve Inês Monteiro (5ª - 15,49.27) e ainda a bracarense Marisa Barros (9ª - 16,30.36).

domingo, 24 de junho de 2007

Taça da Europa - Portugal no Pódio


Pois é meus amigos, enquanto infelizmente a nossa estação publica de Televisão, nomeadamente a RTP 2 preferia transmitir durante a sua tarde de Desporto, uma transmissão directa de Jogos de Basquetebol de Rua (até parece que somos uma potencia Mundial no Basket!!!), Portugal garantia em ambos sectores (Masculino e Feminino) do Grupo B da I Liga da Taça da Europa (resultados completos) um excelente 3º lugar colectivo. No sector Masculino numa 2ª jornada sem Francis Obikwelu (ganharia os 200m) e com ausência prevista de Rui Silva (em condições normais ganhava os 3000m) a selecção portuguesa, ficou a apenas 3 pontos da Eslovénia, 2ª classificada, enquanto que como era de prever a Itália ganhou tranquilamente garantindo assim a presença na Superliga em 2008.
No sector Feminino Portugal acabou por garantir tranquilamente o 3º lugar com 11,5 pontos de vantagem sobre a Bulgária (4ª). Os dois primeiros lugares ficaram algo distantes, vitória tranquila da Itália, com 16 pontos de vantagem sobre a Roménia.
Em conclusão, em termos colectivos Portugal cumpriu com o seu objectivo nesta Taça da Europa.
A nível de prestações Portuguesas nesta 2ª jornada, destaque para a vitoria por larga margem de Nelson Évora no Triplo Salto com 17,35 metros, marca que se não fosse o facto de ter sido feita com vento anti-regulamentar (+2,4) seria novo record nacional, ele que mesmo assim conseguiu logo no 1º ensaio 17,05 regulamentares que daria para vencer tranquilamente o concurso em que o 2º classificado foi o Bielorusso Aliaksandr Varabei (16,30). Quem também venceu nesta 2ª jornada foi a inevitável Naide Gomes no Salto em Comprimento (6,80), a escassos 2 cm do seu record nacional, vencendo também claramente a sua competição em que a 2ª classificada foi a romena Alina Militaru (6,58). Neste sector pode-se dizer que o nosso País tem dois atletas de classe Mundial.
Relativamente as outras prestações Portuguesas neste 2º dia de competição no sector Masculino destaque para excelente prestação de Pedro Ribeiro, 2º classificado nos 3000m Obstáculos (8.47.70) a perder num apertado sprint para o Sérvio Bostjan Buc (8.47.48) e vencendo o italiano Mateo Villani (8.47.72).
Na ausência de Francis Obikwelu (supostamente por lesão) o jovem Arnaldo Abrantes deu boa conta do recado,(3º-21.09), bem perto do seu recente record pessoal (20.98).Na prova de 110 metros barreiras, Luís Sá esteve também a grande nível, obtendo a 3º posição (14.08). Nos sempre tácticos 800 metros o jovem talento Tiago Rodrigues garantiu a 3ª posição (1.50.19).
Na prova de 3000 metros, perante a ausência de Rui Silva, o seu substituto foi Rui Pedro Silva (3º ontem nos 5000m), em mais uma prova táctica foi (8.08.98) num final muito apertado com vitória para o italiano Stefano de la Rosa (8.06.40)
No Lançamento do Disco, Jorge Grave (5º- 56,25) teve também um bom desempenho, no Salto com Vara João André (7º - 4,80) pode-se dizer que acabou por cumprir, apesar de ter ficado com a mesma altura do 6º classificado.
No Lançamento do Dardo, o meu colega de equipa Hélder Pestana (8º - 63,82) em estreia absoluta na selecção, apesar de não ter estado ao seu melhor nível (68,41), mais não se lhe poderia pedir, quando os 6 primeiros ficaram todos acima dos 70 metros. Infelizmente Portugal nunca foi uma grande potência nesta especialidade.
Para finalizar a prestação Masculina nesta competição a equipa de 4x400 (Simão Coroa, Paulo Ferreira, António Rodrigues e Edivaldo Monteiro) foi 4ª classificada (3,08,43).

No sector feminino destaque para Jessica Augusto, (ontem 4ª nos 3000m) que garantiu tranquilamente o 2º lugar (15.43.39), a vencedora foi a italiana Sílvia Weissteiner (15.30.96). Também destaque para Vania Silva no Lançamento do Martelo (3ª - 63,31), nos 1500 metros a minha amiga Sandra Teixeira (5ª - 4.15.68) acabou por estar ao seu nível, obtendo a sua melhor marca este ano. Nos 100 metros Barreiras a jovem estreante Mónica Lopes esteve em bom plano batendo o seu record pessoal por 1 centésimo (6ª - 13,98), a também estreante Dulce Cá, esteve ao seu nível no Lançamento do Peso (7º -14,82) bem perto do seu recente record pessoal (14,96) obtendo a mesma marca da 6ª classificada. Em bom plano também esteve a minha amiga Carla Tavares nos 200m (7ª - 24.08) batendo o seu record pessoal na distância (24.26). No Salto em Altura Marisa Anselmo cumpriu, apesar de distante do seu melhor (5ª- 1,75).
Para finalizar a prestação Feminina nesta competição Portugal nos 4x400m (Carla Tavares, Carla Ratão, Patrícia Lopes e Carmo Tavares) garantiu a 4ª posição (3,34.62).

Taça Europa(1ª jornada) –Portugal cumpre com boas estreias

Ao fim da 1ª jornada do Grupo B da I Liga da Taça da Europa(resultados completos) Portugal ocupa um excelente 2º lugar no sector Masculino e o mas com os mesmo pontos que o 3º (Bulgária) no Feminino. Como já era de prever a Itália lidera já confortavelmente nos dois sectores.
Em termos de prestações Portuguesas de destacar principalmente a grande vitória de Nelson Évora no comprimento (8,10) novo record pessoal e mínimo para o Mundial de Osaka.O atleta português venceu por margem confortável (15 cm) o actual Campeão Europeu o italiano Andrew Howe. Não poderia deixar de destacar o grande resultado alcançado pela minha amiga e colega de equipa Sara Moreira(na foto), na sua estreia nesta competição, nos 3000m Obstáculos, ao ser com um novo record pessoal (9,44,86).Marca que é a 3ª melhor nacional de sempre, e também é Mínimo B para o Mundial.
Outra boa estreia pela selecção, foi a jovem luso-francesa Carla Ratão, a ser nos 400m com um novo record pessoal (54,73).
Francis Obikwelu esteve ao seu nível vencendo como era de esperar os 100 metros (10,12).
Destaque ainda para o novo record pessoal de Marta Godinho no Triplo Salto(13,35) que lhe deu a 5ª posição neste concurso.
Quanto aos restantes resultados dos atletas portugueses em competição no dia de ontem, do lado Feminino, Patrícia Lopes cumpriu nos 400 metros Barreiras(4ª - 58.95), a recordista de presenças em Taças da Europa, Teresa Machado cumpriu no lançamento do Disco (4ª - 53,25), a luso-francesa Elisabete Tavares esteve também a bom nível no Salto com Vara (2ª - 4,20), nos 800 metros Carmo Tavares esteve também em bom plano(4ª - 2,02.90), nos 100 metros Sónia Tavares cumpriu (4ª - 11,72). Jessica Augusto esteve ao seu nível numa prova táctica de 3000m(4ª - 9.09,12) e Sílvia Cruz apesar de um pouco longe do seu melhor este ano, teve um bom desempenho no Lançamento do Dardo(4ª - 53,22). Para finalizar a prestação feminina nesta primeira jornada, a estafeta de 4x100 (Sónia Tavares, Carla Tavares ,Susana Vieira e Patrícia Lopes) obteve um excelente 3º lugar.
No sector Masculino, a prestação Portuguesa iniciou-se com Vítor Costa no Lançamento do Martelo (5º - 71,28), nos 400 metros barreiras o meu amigo Edivaldo Monteiro (na foto) esteve em grande nível (2º - 51,30), apenas perdendo para o italiano favorito à vitória Gianni Carabelli(50,73).No Lançamento do Peso Marco Fortes (8º - 18,71) não muito longe do seu melhor, com algum azar à mistura ficou a apenas a 1 cm do 7º classificado. No Salto em Altura o recordista nacional Rafael Gonçalves esteve ao seu nível (4º - 2.19).Nos 1500 metros Manuel Damião esteve a grande nivel(2º - 3.44,71) a perder no sprint final com italiano Cristhian Obrist(3,43,41).Nos 400 metros, uma prova no qual Portugal nunca foi muito forte, Paulo Ferreira acabou por cumprir (7º - 47,93). Na prova mais longa desta primeira jornada, nos 5000 metros, que nestas competições são corridos de forma táctica, Rui Pedro Silva acabou por cumprir (3º - 14.12.22).
Na prova que encerrou esta 1º jornada, os 4x100( André Destapado, Arnaldo Abrantes, Ricardo Martins e Francis Obikwelu) apesar de segundo se consta ter havido uma falha na 1ª transmissão, concluiu na 5ª posição (40,62).

sexta-feira, 22 de junho de 2007

Agenda do FDS - Atletismo


O grande destaque deste fim-de-semana a nível de competições de Atletismo, vai para a realização da Taça da Europa, onde Portugal estará presente no Grupo B da 1ª Liga em Milão.
De salientar que esta competição é composta pela Superliga onde estão presentes as 8 maiores potências Europeias da Modalidade que se realiza em Munique na Alemanha (poderá acompanhar em directo a transmissão através da Eurosport , partir das 12h30 de Sábado ,) depois pela 1ª Liga dividida em 2 grupos de 8 selecções(A e B) e ainda a II liga também dividida em dois grupos(A e B).
A comitiva portuguesa que chegou ontem durante a tarde à cidade italiana, irá disputar esta competição em Masculinos (start lists) com congéneres de Itália (desceu da Superliga), Bielorussia, Roménia, Eslovénia, Hungria, Servia e Bulgária(1ª e 2ª na II liga).
Em Femininos (start lists) Portugal ira defrontar as selecções da Roménia (desceu da Superliga), Itália, Bulgária, Eslovénia, Hungria, Chipre e Servia, estas duas ultimas formações provenientes da II liga.
De recordar que Portugal foi no ano transacto, 3º em Masculinos e 4º em Femininos.
Mais uma vez a nosso Serviço de Público de Televisão vai passar ao lado desta importante competição internacional, caso tenha à disposição uma antena parabólica poderá acompanhar esta competição através da estação de televisão italiana Rai Tre( Sábado a partir das 15h25 locais) e no Domingo através da Rai Due( a partir das 15h50 locais).

Por cá destaque para realização do Campeonato Nacional de Juvenis em Abrantes, onde vão estar os melhores jovens valores da modalidade, alguns dos quais já com mínimo para o Mundial de Juvenis.

Durante a tarde Sábado na Pista do Luso (Mealhada) disputa-se o Torneio Inter-Associações, que será composto pelas selecções Regionais (formadas maioritariamente por atletas Juniores e Sub-23) de Aveiro, Porto, Leiria, Coimbra, Madeira e Galiza.

Ainda no Sábado, mas em Espanha, disputa-se a “VII Reunion Internacional de Atletismo Villa de Bilbao” onde estarão presentes os portugueses Hermano Ferreira e Mónica Rosa nos 5000 metros.

Para Domingo de manhã destaque para mais uma edição do conceituado GP de S.João em Évora, enquanto que da parte da tarde se realiza a Milha do Dragão (Porto) onde estão presentes melhores especialistas da distância.
Também durante a tarde Domingo destaque para realização do “1º Meeting Cidade de Albufeira” com um conjunto de provas para todas idades.

quinta-feira, 21 de junho de 2007

Portugueses em Cáceres

Foram vários os atletas portugueses que mais uma vez estiveram presentes no “XX Encuentro de Atletismo Disputacion de Cáceres” (resultados completos), aproveitando o facto da proximidade da nossa fronteira com esta localidade espanhola.
Mais uma vez os atletas portugueses mostraram o seu valor em terras de “nuestros hermanos” com um bom conjunto de resultados, entre os quais destaco a vitória de Dário Garcias na prova de 1500m(3.53.80), onde também esteve presente, apesar de estar longe do seu melhor momento de forma o meu amigo Marco Costa(10º-4.08.40).
Também destaque para o 2º lugar de Renato Silva nos 800m(1.50.43) a perder para o cubano Yiemen Lopez(1.50.01), numa prova onde também esteve presente outro português, Ângelo Araújo(6º-1.55.52).

Noites Quentes da Maia

No final do dia de ontem realizou-se a 2ª Noite Quente da Maia (resultados completos), uma competição que já à muitos anos faz parte do Calendário Anual de Provas da Associação de Atletismo do Porto, e onde normalmente se conseguem bons resultados. Ontem entre as várias provas que constavam do programa horário estiveram presentes cerca de 200 atletas, entre os quais alguns dos meus colegas de equipa (Paulo Gonçalves, Diogo Sousa e Nuno Couto).

Polémica na Selecção da Taça da Europa


Já era de estranhar que não houvesse polémica em volta da convocatória para a selecção que vai representar Portugal na Taça da Europa!
Desta vez quem põe o dedo na ferida é António Travassos do Sporting (ler aqui), atleta de valor inquestionável, já varias vezes internacional e com varias participações nesta importante competição.
A polémica surgiu após o afastamento de Rui Silva devido a uma virose, que desta forma o irá impedir de alinhar na prova de 3000 metros para o qual estava convocado.
Com esta importante baixa na nossa selecção, a Federação Portuguesa de Atletismo, parece que não vai proceder como seria normal à substituição deste por outro atleta na convocatória.
Devido a esta contrariedade Rui Silva será substituído por Rui Pedro Silva (convocado para os 5000m) ou por Manuel Damião (convocado para os 1500m).
Esta decisão parece dar a entender que em Portugal para alem destes atletas, de grande valia e já com imensas provas dadas das suas capacidades, não existem mais atletas para substituir Rui Silva nos 3000m.É desta forma que querem incentivar o atletismo em Portugal? Qual é a motivação de se andar à procura de fazer boas marcas em pista, se depois essas boas marcas nestas situações acabam por não valer nada? Assim meus amigos não vamos lá. É obvio que tanto o Rui Pedro ou Manuel Damião preferiam não ter de fazer duas provas, que a este nível, apesar de serem tácticas se tornam sempre desgastantes, mas mesmo assim acredito, que quem for escolhido tem valor para fazer um bom resultado, mas podiam-se evitar estas situações se houve-se outro tipo de politica na FPA.

domingo, 17 de junho de 2007

Atletismo nas Ruas de Almada


Realizou-se ontem à noite mais uma edição do GP S.João Baptista na cidade de Almada, uma organização da Incrível Almadense, uma prova que já vem tendo alguma tradição, e onde à alguns atrás servia como prova de encerramento do Troféu de Atletismo Cidade de Almada, que infelizmente a Câmara Municipal deixou de organizar desde o ano passado.
Em relação a edição de este ano foi talvez a menos participada, se calhar um pouco por culpa da má divulgação da prova por parte da entidade organizadora, mesmo assim mais uma vez esta prova contou com a presença de um atleta “filho da terra”, Alberto Chaiça, um amigo já de longa data, que após paragem prolongada devido a lesão, está mais uma vez a preparar a sua presença na Maratona do Mundial de Atletismo, a realizar no próximo mês de Agosto em Osaka (Japão).
O atleta da Conforlimpa, foi o natural vencedor da prova, seguido do já veterano Pedro Pessoa (Reboleira), e com também maratonista Eusébio Rosa (SUC) a ficar na 3ª posição, de referir que os 3 primeiros classificados foram os vencedores dos respectivos escalões (Seniores, Veteranos I e Pré-Veteranos).No sector feminino vitoria para a jovem Sofia Pereira (CS Marítimo).
Marquei presença nesta prova em ritmo de treino, aproveitando para acompanhar o meu amigo Pedro Pelado (SUC), que seria 4º na geral (2º sénior).
O atletismo voltou a invadir as ruas da Cidade de Almada, pena é, que como já vem sendo habitual nesta cidade, a população tenha mais uma vez “voltado costas” a modalidade, que viu nascer neste concelho, alguns grandes nomes, que já fizeram história, quer a nível nacional quer a nível Internacional.
Nota negativa para a má sinalização do percurso por parte da organização, um aspecto que já não é a primeira vez que acontece em provas organizadas na Cidade de Almada.

quinta-feira, 14 de junho de 2007

Mudança de Visual

Já era altura de uma nova imagem a este blog, apesar de ultimamente ter vindo a ser visitado por “anónimos” que não tem a coragem de se identificar e que com os seus comentários sem nexo, acabam por prejudicar o verdadeiro sentido deste blog.
Por enquanto não vou fazer, o que já acontece em muitos blogs, em que é necessário o respectivo registo, não quero entrar por ai, pois quero dar oportunidade para que todas as pessoas deixem os seus comentários, mas por favor não custa nada, deixarem o vosso nome, parem fazer comentários que por vezes nem tem nada a ver com o que está escrito. Deixem de se portar como autenticas criancinhas da primária e comportem-se como adultos, assumam aquilo que dizem, deixem de ser cobardes, há muitas formas de brincarmos uns com os outros, sem ser hipócritas.

segunda-feira, 11 de junho de 2007

Missão Cumprida

Como havia referenciado no post anterior, a Covilhã foi o palco da Fase Final do Campeonato Nacional de Clubes 2007 (resultados completos).
Em termos colectivos as coisas não poderiam ter corrido da melhor maneira à minha equipa (Grupo Desportivo Estreito) tanto no sector Masculino (4º) como no sector Feminino (5º).
A termos da minha prestação, pode-se dizer que podia ter sido melhor, principalmente na prova de 3000m (6º na I Divisão), onde não estive ao meu melhor nível, é um pouco frustrante chegar andar em 3º e ir parar a 7º nos últimos 250 metros prova. Digamos que não foi estoiro, mas sim falta de capacidade de reacção e alguma imprudência táctica, no qual confesso este ultimo ponto nunca foi o meu forte!
Em relação aos 5000m, fui também 7º (5º na I Divisão), prova muito táctica, e a desligar nos últimos 200 metros (a pensar nos 3000m do dia seguinte) quando vi que já não tinha hipóteses apanhar quem ia à minha frente, limitando-me a controlar o lugar entre os do meu campeonato.
Colectivamente as coisas correram-nos bem e conseguimos alcançar mais uma vez 4ª posição pelo 2º ano consecutivo, o qual para alem de mim contribuíram os seguintes elementos: André Vital e Silva, Bruno Carmo, Daniel Neves, Diogo Sousa, Filipe Santos, Hélder Pestana, Marco Rebelo, Miguel Pinto, Nuno Couto, Paulo Gonçalves, Paulo Jardim, Rui Paulo Silva, Sérgio Duro e Vítor Fernandes “ o caloiro” que brilhantemente substituiu o lesionado Bruno Gancho.
Não podia deixar de destacar a obtenção de dois grandes resultados por parte dos meus colegas de equipa, Hélder Pestana no Lançamento do Dardo, venceu categoricamente a competição com um novo record pessoal e da Madeira (68,41), ficando a 1,79 metros do mínimo para o Europeu de Sub-23.Se não houver nada em contrário, e após este excelente resultado, será merecidamente um dos atletas seleccionados para a Taça da Europa a realizar dentro de duas semanas em Milão.
O outro elemento da equipa em grande destaque, foi Paulo Gonçalves, que também bateu o seu record pessoal no Salto em Altura(2,15), marca que é novo record nacional de Sub-23, ficando a apenas a 3 cms do mínimo para o Europeu de Sub-23.
Quanto ao equipa feminina do GDE, esteve também em grande nível, melhorando o resultado colectivo do ano transacto, obtendo a 5ª posição, e para o qual contribuíram para este excelente resultado as minhas colegas de equipa Ana Martins, Ana Nascimento, Cizina Pestana, Cláudia Nóbrega, Elda Laranja, Elisa Pegado, Inocência Faria, Joana Almeida, Marisela Silva, Olga Pinto, Patrícia Campos, Patrícia Vieira, Raquel Marques, Sara Moreira, Tania Faria e Tania Freitas. De salientar ausência por lesão da minha colega de equipa Jessica Gouveia, que também fez parte da comitiva presente este fim-de-semana na Covilhã, contribuindo com o seu apoio nas bancadas.
Também nao posso deixar de referir a obtenção de um novo record pessoal e nacional de Sub-23 por parte da minha colega de equipa Sara Moreira na prova de 3000 metros obstacúlos(9.55,23), mínimo para o Europeu de Sub-23 e a ficar a apenas 23 centésimos do mínimo B para o Mundial a realizar no próximo mês de Agosto em Osaka(Japão).Com este resultado será concerteza também seleccionada para Taça da Europa.