quarta-feira, 21 de fevereiro de 2007

Os Corta-Matos Escolares

Por esta altura, todos anos se costumam realizar em todo o País, os tradicionais Corta-Matos Escolares.
Esta competição tem normalmente varias fases, Escolar, Concelhia, Distrital e a Nacional.
Quando muito se fala na crise existente no atletismo português, principalmente no sector de meio-fundo e fundo, onde Portugal sempre teve bons valores e obteve grandes resultados a nível internacional, uma das formas para começar a contrariar essa crise, é olhar de outra maneira para esta competição.
Já se deram conta quantos jovens participam todos anos nos Corta-Matos Escolares?
Pois é meus amigos, são aos milhares, será que no meio de tantos jovens não se conseguem descortinar alguns talentos?
O que acontece é o seguinte, regra geral quem acaba por ocupar os lugares da frente nestes corta-matos, a grande maioria já pratica atletismo, mas não podemos olhar só para esses, então e outros que chegam juntos deles ou até por vezes lhes ganham?
Os principais responsáveis, Coordenadores de Desporto Escolar e os responsáveis Federativos, deveriam organizar-se e estar em sintonia em relação a detecção de jovens talentos, com isso deveriam envolver outras entidades como por exemplo as Associações Distritais de Atletismo, que poderiam servir de ponte para o encaminhamento dos jovens talentos até aos clubes da sua área de residência.
Deveriam ser criados incentivos, de modo a cativar os jovens que participam nestes Corta-Matos, a olharem com outros olhos a pratica da modalidade.

5 comentários:

Hugo disse...

Eu fui um dos atletas que começaram nos corta matos escolares. Depois de ter sido vice-campeão na minha escola, comecei a treinar no clube da minha terra e no ano seguinte, consegui ser vice-campeão do algarve.

Anónimo disse...

wow care

Anónimo disse...

e verdade!aqui ha uns anos apareceu la um rapazito sem experiencia a ganhar aos federados.era um enorme talento,chegou a campeao nacional,finalista nos jogos europeus de juvenis:chamava-se pedro gordinho...certamente que havera inumeros diamantes por lapidar,mas hoje em dia,os miudos nao tem cultura desportiva!!!
david rosa

Rodrigo_Silva disse...

Ricardo, boa reflexão, mas penso que o problema é mais profundo. Como te dizia no outro dia, 1 em cada 3 miudos portugueses é obeso, e a responsabilidade é fundamentalmente da forma como ocupam os tempo livres, mais do que da comida que comem. Os tempos e as solicitações mudaram, a estrutura de lazer e ocupação de tempo livres mudou, mas a forma como abordamos os miudos e os atraimos para a modalidade é a mesma de à 20 anos - O futebol com os seus herois milionarios e a PlayStation, o PC ( Net ) e as Nintendo são os Reis - !!! Além disso o apoio aos mais novos é inconsistente e inconsequente, por exemplo a minha prima foi a final nacional dos 40 m - Infantis A - do Megasprint 2006 onde fez 6,45 e foi ultima ( 8 ), ficou muito triste e frustrada e desde esse dia acha que não vale a pena treinar mais, nem correr. Desde esse dia também nunca mais ninguem na escola - profs - voltou a falar com ela ou a dar-lhe um incentivo. Fora eu e os Pais mais ninguem incentiva uma miuda que foi a 8 melhor nacional ! Vai se perder alguêm com talento que vai deixar a modalidade antes de ter sequer tentado ser alguma coisa ! É pena. As coisas no nosso Portugal parecem ser todas avulsas e sem qualquer estrategia e planemamento de longo prazo...

Runnerboy79 disse...

Os comentários feitos acerca deste post, so demonstram que tenho razão,o exemplo do Hugo, é um exemplo a ser seguido, eu tb me iniciei nos corta-matos escolares, mas quem é dava alguma coisa por mim?O meu amigo David Rosa, dá a conhecer um grande exemplo de um atleta saiu dos Corta-Matos escolares, esse teve sorte de ter na altura um olheiro assistir, o qual posteriormente, viria a ser o seu treinador.Quanto ao comentário do meu amigo Rodrigo, é a demonstração que realmente algo tem de mudar!Como é possivel ninguem reparar nestas coisas???