quinta-feira, 21 de junho de 2007

Polémica na Selecção da Taça da Europa


Já era de estranhar que não houvesse polémica em volta da convocatória para a selecção que vai representar Portugal na Taça da Europa!
Desta vez quem põe o dedo na ferida é António Travassos do Sporting (ler aqui), atleta de valor inquestionável, já varias vezes internacional e com varias participações nesta importante competição.
A polémica surgiu após o afastamento de Rui Silva devido a uma virose, que desta forma o irá impedir de alinhar na prova de 3000 metros para o qual estava convocado.
Com esta importante baixa na nossa selecção, a Federação Portuguesa de Atletismo, parece que não vai proceder como seria normal à substituição deste por outro atleta na convocatória.
Devido a esta contrariedade Rui Silva será substituído por Rui Pedro Silva (convocado para os 5000m) ou por Manuel Damião (convocado para os 1500m).
Esta decisão parece dar a entender que em Portugal para alem destes atletas, de grande valia e já com imensas provas dadas das suas capacidades, não existem mais atletas para substituir Rui Silva nos 3000m.É desta forma que querem incentivar o atletismo em Portugal? Qual é a motivação de se andar à procura de fazer boas marcas em pista, se depois essas boas marcas nestas situações acabam por não valer nada? Assim meus amigos não vamos lá. É obvio que tanto o Rui Pedro ou Manuel Damião preferiam não ter de fazer duas provas, que a este nível, apesar de serem tácticas se tornam sempre desgastantes, mas mesmo assim acredito, que quem for escolhido tem valor para fazer um bom resultado, mas podiam-se evitar estas situações se houve-se outro tipo de politica na FPA.

1 comentário:

Nuno disse...

O Antonio Travassos tem toda a razão.
Acho vergonhoso os procedimentos adoptados pela FPA. Assim o atletismo não evolui, não incentiva os mais jovens.
Esta na altura de fazer algo........